Friday, March 5, 2010

O Monoglotismo Americano


Eu pensei nisso muito antes, porque sempre fui impressionado por estrangeiros que vêm aqui já falando inglês muito bem, e as vezes várias outras línguas, enquanto nós não falamos porra nenhuma, e nem temos noções de qualquer outra língua que não seja o inglês. Geralmente as únicas pessoas bilíngües são estrangeiros que falam inglês como língua segunda, ou americanos com pais estrangeiros. E não somos só nós, mas também qualquer pessoa que fale inglês como língua materna; os anglófonos do mundo(na Austrália, Nova Zelândia, Canada, Inglaterra, etc) são monoglotas.

Cheguei à conclusão de que é um questão econômica porque geralmente pessoas aprendem línguas por fins profissionais. Eu já conversei com muitos pessoas que estão desesperadamente tentando aprender inglês e todos dizem que "é importante para o meu trabalho, minha carreira, etc" e não realmente se importam com a língua em si; para eles o inglês e simplesmente um meio para antingir um fim. As pessoas que aprendem línguas pelo gosto de fazer, por curiosidade, por 'conhecer outras culturas' etc, fazem parte de um grupo reduzido de nerds dedicados. E já que não existe uma demanda econômica para pessoas bilíngües no mercado de trabalho em países anglófonos, ninguém se esforça para aprender outras línguas; simplesmente não é necessário.

Até diria que o ensino de línguas estrangeiras é comum aqui; a maioria dos colégios e todas as universidades ensinam línguas estrangeiras; todo mundo já fez alguns anos de espanhol ou francês na vida embora quase ninguém aprenda falar. As poucas pessoas que escolhem estudar mais a fundo, geralmente têm alguma razão específica para aprender - tipo mudar fora - e a maioria imensa que não têm razão nenhuma, não aprende. E pra falar a verdade, eu não vejo problema nenhum nisso; isso é como deve ser. Não penso que saber uma língua estrangeira seja uma habilidade básica que todo mundo deve ter; não é um defeito ser monoglota.

Embora eu desfruta muito estudar português, e espero um dia chegar a falar fluentemente, não penso que estou ficando mais "culto" que alguém que não se importa com línguas estrangeiras - é apenas um hobby caprichoso.

3 comments:

Tomas Queface said...

Todo mundo que aprende um novo idioma tem sempre um fim a alcançar. Isto varia de pessoa para pessoa. Uns para fins profissionais, outros para estudos, turismo, intercâmbio cultural, etc. Eu estou aprender o inglês porque quero fazer parte de um universo de ideias (filosoficas, politicas, culturais) para poder aprender e partilhar o que sei. Saber o que está acontecer no mundo e o que as pessoas pensam a respeito.

PS. Pelo menos na escrita você demostra ser fluente na língua de Camões.

Tritone said...

Olá Tomas! É bom ver você aqui. Sigo seu blog há muito tempo já.

Obrigado por comentar!

Anonymous said...

Pois é verdade, eu sou brasileiro e acho o inglês meio mecânico, e é como você fala, eu mesmo só estudo ele porcausa do trabalho, prefiro as línguas romance, primeiro espanhol, depois italiano e depois francês

OBS: O teu português está bem legal, escreves bem já, você estuda o brasileiro ou o europeu?